domingo, 24 de março de 2013

Flamingo da Casa da Pucariça

     Esta amiga esteve reservada das restantes galinhas porque a encontrámos num estado muito debilitado (fome e sede). Como se magoou numa pata (não sabemos como) não conseguia chegar a tempo à comida e foi ficando fraca.

     Durante uns tempos ficou na casinha da palha onde íamos todos os dias dar-lhe água, trigo, milho partido e couves. Quando ganhou mais energia pusemo-la novamente junto das restantes mas numa "moradia uni-familiar" já que quando há um animal mais fraco, os restantes encarregam-se de o expulsar.

     Num dos dias em que a soltámos para conviver com as restantes galinhas, atrasámo-nos a ir fechá-la e quando demos conta já estava alojada na moradia multi-familiar! Resolvemos deixá-la uns tempos à experiência e lá ficou até hoje.

     Passa algum tempo deitada a descansar a pata que a mantém em pé, mas depressa arranjou uma estratégia que a ajuda a deslocar-se melhor de um lado para o outro, a comer verduras e até a defender-se! Está visivelmente maior e com as penas mais bonitas. Na Casa da Pucariça tratamos de todos com carinho e o nosso flamingo não foi excepção. 

     "A deficiência não existe, só existe na cabeça das pessoas. Se não consegues fazer as coisas como costumavas fazê-las, faz de outra maneira, mas nunca deixes de as fazer." - Na Natureza isso vê-se de uma forma muito natural!

terça-feira, 19 de março de 2013

III workshop de costura: foi assim...

     No sábado foi dia de workshop - não foi publicado cartaz para inscrições pois foi dedicado a quem estava em lista de espera. 
     Mais uma tarde bem passada em boa companhia! Mais 3 alunas empenhadas e trabalhadoras!

Experiências da Dulce com a máquina de costura.

Experiências da Constança com a máquina de costura.



A Guadalupe a orlar.

Nas costuras abertas e bainhas.



A pregar botões.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Mala e chapéu de Inverno


     Este tecido foi comprado há uns bons anos e na altura foi usado para umas experiências. O tecido que sobrou ficou esquecido no armário dos tecidos e há pouco tempo lembrei-me de fazer uma mala de Inverno para mim. O pouco que sobrou ainda deu para a aba de um chapéu.

     A mala já anda comigo há umas semanas, mas o chapéu só ficou pronto há uns dias, mas tendo em conta que sou muito friorenta, ainda o devo usar durante uns tempos!

Podem ver mais pormenores aqui.

     Depois de muita chuva, S. Pedro ouviu o meu pedido para finalmente poder tirar fotografias ao meu conjunto. Esta última a puxar para o Algarve já que lembra as amendoeiras em flor! 
     Agora está na hora de começar a pensar no conjunto para Primavera/Verão!

terça-feira, 12 de março de 2013

"Chips" de maçã

Adoramos!!!

     São muito fáceis de fazer e são um excelente snack. Por cá desaparecem num abrir e fechar de olhos! 

     Podem ser feitos no forno ou num desidratador de alimentos. Nós fazemos em dias de pão aproveitando o calor residual do forno, por isso ficam tão enroladas, pois vamos voltando de vez em quando.

     Para cortar a maçã em rodelas finas, podem fazê-lo a olho ou com o utensílio que encontrámos aqui, mas que não parece fácil de adquirir.

     As frutas desidratadas, para além de muito saborosas, são ricas nutricionalmente pois no processo de desidratação a água é eliminada mas conservam-se as fibras, vitaminas e minerais. 
     É uma boa forma de conservar a fruta, só é pena que por cá nunca dê tempo de ficar em conserva!!! Evaporam-se!

domingo, 10 de março de 2013

Workshop de tricot: foi assim...

Tudo a postos para a Inês!

A montar as malhas...

A iniciar com 2 agulhas...

A mudar de cor...

Em contagens...

A mudar de cor novamente...

Amostra do que foi aprendido
(malha de liga, diminuição de malhas e ponto aberto)

Agora é praticar e dar largas à imaginação!!!

quarta-feira, 6 de março de 2013

Almofada para dormir e amamentar

     Um miminho da Raquel para proporcionar um sono mais confortável à futura mamã Telma e, a partir de Junho, servir de almofada de amamentação para a pequena Mariana.
      É uma almofada tamanho XL, comparando com esta e foi uma verdadeira aventura conseguir fotografá-la num ângulo favorável!

     Tem uma almofada interior com o enchimento. Por sugestão da "encomendadeira" foi colocado um fecho num dos topos da almofada para facilitar a retirada do enchimento e se poder lavar quando começar a ser usada com o bebé na fase do bolsar.

(pormenor)

(pormenor)

Benefícios do uso da almofada:

- para a gestante: ajuda a deitar-se numa posição mais confortável, aliviando a dor na região lombar.

- para a mãe: serve de apoio aos braços que amamenta sentada, reduzindo a tensão muscular nos ombros, braços e pescoço, mantendo uma postura da coluna mais correcta. Pode também servir de apoio às costas ou cabeça quando a mãe amamenta deitada.

- para o bebé: proporciona a posição ideal para uma sucção correcta e tranquila. Permite também que o bebé fique aconchegado depois das mamadas e posteriormente para o ajudar a sentar.

informações: casadapucarica@gmail.com

domingo, 3 de março de 2013

Gelatina natural


    Quando vimos esta receita no blog da Márcia ficámos com curiosidade em experimentar e foi hoje o dia! (Há muitas mais com aspecto delicioso e que vamos experimentar de certeza! - deliciem-se por lá!)
     Adaptámos a receita de uma gelatina de frutas que aprendemos há uns (bons) anos num workshop de cozinha macrobiótica e que partilhamos aqui:

Ingredientes:
- 0,5 l de sumo natural (esta gelatina foi feita com sumo de cenoura e laranja em partes iguais);
- 0,5 l de água
- 1 colher de sopa de agar-agar
- adoçante (mel ou stévia ou açúcar ou... a gosto)

Preparação:
     Levar a água num tacho ao lume. Quando ferver juntar o agar-agar e mexer durante 10 minutos.
     Retirar do lume e juntar o sumo natural e o adoçante escolhido (nós usámos 4 colheres de mel). Deitar num recipiente e levar ao frigorífico para servir fresca! Curiosamente, não precisa do frio para gelificar, mas sabe muito melhor fresquinha!
    Para quem experimentar pela primeira vez deve ter atenção que a consistência é diferente das gelatinas a que os supermercados nos habituaram.

(que bonita ficará a gelatina de maracujá com as sementes no topo!)

     Conhecemos a alga agar-agar há cerca de 13 anos (tantos?!) através do amigo António que trabalhava na fábrica de transformação desta alga na Coina.
      Esta alga é rica em fibras e ajuda a regular o funcionamento do intestino, é um bom desintoxicante, aumenta a elasticidade da pele, deixando-a mais lisa e macia (adeus rugas!).

Ainda encontrámos estas informações:

Macroelementos: cálcio, fósforo; 
Microelementos: cádmio, chumbo, mercúrio, estrôncio, cromo, níquel, cobalto, cobre, ferro e iodo; 
Vitaminas: A, B1, B2, C, B12 e ácido fólico; Mucilagens: agarose e agaropectina.


     Para quem, como nós, não come gelatina de origem animal, aqui fica uma boa sugestão!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...